Gráfico interativo em Java e última atualização do plugin

13 de October de 2014
Nenhum comentário

Após a última atualização do java para a Versão 7, Atualização 67, alguns clientes tem relatado problemas ao acessar o gráfico interativo em Java.

Saiba como resolver

A atualização para a última versão do Java, feita de forma automática na maioria dos computadores, bloqueou o acesso dos usuários ao Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT).
Para resolver o problema, os usuários devem alterar o nível de segurança do Java.

Tutorial

1. Clique em “Menu Iniciar”> “Painel de Controle”> “Java”> “Painel de controle do Java”> “Segurança” > “Nível de Segurança”> ajustar, baixando a barra de rolagem, para “Nível Alta (mínimo recomendado)”.

2. Após esta configuração, é necessário também adicionar a lista de exceções de sites que podem acessar essa configuração, conforme imagem abaixo:

Java

 

3. Depois de efetuar estas alterações, será necessário limpar o cache do seu navegador, pressionando junto as teclas: CTRL + SHIFT + DEL, marcar todas as caixas e clicar para limpar.

Lembro que as configurações do Java por padrão continuarão seguras, porém com a exceção para o site do Bolsa Financeira responsável por rodar o gráfico interativo em java.

Caso o procedimento acima não funcione, por favor entre em contato através de nosso suporte.

Atualização 22/04/2015

Verificamos que após uma última atualização do Google Chrome, o gráfico interativo passou a mostrar uma nova mensagem, conforme imagem abaixo:

nao-e-suportado

Desta vez, o problema não é com o plugin do Java, mas sim com o Google Chrome, que simplesmente bloqueou por padrão o uso de alguns plugins externos, entre eles o Java e o Flash, e isso afeta diretamente o uso do Gráfico Java, na maioria das vezes o seu Internet Banking, dentre outras ferramentas que utilizam plug-ins externos.

Segundo este texto, o Google Chrome não aceitará mais nenhum plug-in externo a partir de setembro, mas até lá ainda tem uma maneira de continuar utilizando o java no Chrome.

Soluções conhecidas até o momento:

1. Trocar o navegador, e utilizar o Firefox, que continua executando o Java normalmente;
2. Executar este procedimento no seu Chrome, que fará com que o java volte a ser executado.

Caso já tenha efetuado todo o procedimento listado acima, e o gráfico ainda não esteja funcionando, por gentileza entre em contato.

Volatilidade Histórica e Bandas de Bollinger

Saudações

Hoje o post é sobre um indicador simples, mas bastante importante para traders e investidores.

Volatilidade nada mais é do que a variação de preço que uma ação sofre dentro de um espaço de tempo. Podemos dizer então que a volatilidade histórica é a analise da variação de preço de um ativo em períodos anteriores.

Ela é utilizada para mostrar quão acentuada é a variação de preço que um determinado papel demonstra, ajudando a definir o risco de um ativo e a traçar uma estratégia para diversificação de sua carteira de investimentos. Quanto maior a volatilidade maior a variação de preço e consequentemente maior o risco do papel.

Nós temos algumas formas para poder calcular a volatilidade histórica, mas vou mostrar uma forma fácil e rápida para se calcular no Excel.

Inicialmente nós temos que definir qual será o período que será estudado. A partir disso iremos analisar o período de estudos e pegar todos os preços de fechamento deste período para alimentar uma tabela conforme demonstrado abaixo:

vol1

Primeiro passo, na seta vermelha, adicione os valores dos ativos da nossa base histórica. Escolhi 21 periodos para ficar mais facil de demonstrar, mas quanto maior a amostragem mais seguro será o resultado quando se calcular a volatilidade anualisada.

Segundo passo, na coluna variação iremos descobrir quanto o ativo variou do período anterior para o período atual. Para isso nós iremos dividir o preço do dia atual pelo dia anterior.

Terceiro passo, Seguindo para a proxima coluna, a de Logaritimo. Para calcular é simples, digite =LN (Variação) -> Entre parenteses adicione o valor da variação calculada na coluna anterior.

Quarto passo, na penultima coluna iremos calcular o desvio padrão da nossa base historica. Parecido com o Logaritimo, basta você digitar =DESVPAD (selecione TODO o periodo de resultado de Logaritimo).

Perceba que o desvio padrão utiliza TODO o periodo e não apenas um dia.

Último passo, só falta anualizarmos o resultado para encontramos a volatilidade histórica anualizada. Selecione o desvio padrão e multiplique por RAIZ 252.

Neste caso ficaria    =0,021790623*RAIZ(252) É utilizado 252, pois é os dias uteis que o Banco Central considera durante o ano.

Basta pegarmos o valor 0,34592, transformar em percentual e descobrimos que a volatilidade historia para a PETR4 nos últimos 21 períodos é de 34,592%.

 Volatilidade histórica x Estratégia de investimentos

A volatilidade é muito utilizada em diversas estratégias de investimentos, de mercado em alta ou em baixa. Mas é interessante observar o desempenho desses setups no mercado esperando uma reversão altista.

Quando este papel tem uma volatilidade histórica alta ele pode retornar o lucro mais rápido.  Ou seja, quando você procura papeis com volatilidade alta com sinais de reversão, provavelmente terá um lucro maior em um espaço de tempo menor, pois como dito anteriormente o papel muito volátil sobe rápido como também perde valor rápido.

Setups baseados em volatilidade são necessariamente trades mais curto, de entrada e saída rápida. Buscar o papel mais lucrativo aumentando sua exposição a risco quando você confia que o setup que esta utilizando realmente demonstra uma reversão na queda do papel e que ele ira operar em alta nos períodos seguintes.

Uma das estratégias mais conhecidas para operar volatilidade são as Bandas de Bollinger.

Esta estratégia foi criada por John Bollinger, lá pela década de 80, onde a ideia dele era entender melhor a volatilidade do mercado e fisgar a irracionalidade dos investidores ao se depararem com a variação de preço.

As duas principais funções das Bandas de Bollinger são:

  1. Avaliar Volatilidade do alvo
  2. Verificar quando os preços estão em extremos insustentáveis.

As bandas são formadas por uma media móvel simples intermediaria (Bollinger Mid) por uma banda superior (Bollinger High) e por uma banda inferior (Bollinger LOW).

Quanto mais largas as bandas, mais volátil será o ativo, e quão mais próximos o valor estiver das bandas afastadas, mais insustentáveis serão seus preços, podendo apresentar uma correção ou reversão de tendência nos próximos períodos.  Aprenda mais sobre Banda de Bollinger.

Mas não só de Bollinger se opera volatilidade, na verdade temos uma variedade de Setups diferentes que podemos utilizar para operar volatilidade.

Talvez seja mais interessante operar papel de segunda linha que normalmente são mais voláteis do que de primeira linha? Tudo depende de sua estratégia de investimento.

Do seu planejamento e de sua aceitação de riscos.

E independente de sua estratégia, o Bolsa Financeira tem as ferramentas certas para te ajudar.

Grande abraço e bons negócios.

Francisco Garcia

Semana da Análise Técnica: Leandro e Stormer e Bolsa Financeira

O Bolsa Financeira realizou durante a semana do dia 13 ao dia 17 de maio deste ano a Semana da Análise Técnica com a equipe da Leandro & Stormer. Esta parceria ainda trará muitos frutos para você, nosso usuário!

Quem não conseguiu assistir durante a semana, segue abaixo todos os vídeos da Semana da Análise Técnica:

dia 13 de maio 2013:

Leandro Ruschel – Série Especial de Palestras Métodos L&S/Bolsa Financeira 1/5

dia 14 de maio 2013:

Thiago Bisi – Série Especial de Palestras Métodos L&S/Bolsa Financeira 2/5

dia 15 de maio 2013:

Lauro Vilares – Série Especial de Palestras Métodos L&S/Bolsa Financeira 3/5

Parte 1

Parte 2

dia 16 de maio 2013:

Stormer – Série Especial de Palestras Métodos L&S/Bolsa Financeira 4/5

dia 16 de maio 2013:

Fábio Figueiredo – Série Especial de Palestras Métodos L&S/Bolsa Financeira 5/5

 

Estamos trabalhando nas fórmulas para deixar disponíveis junto as palestras.

Boa semana a todos.

IPO BB Seguridade – Será mais uma oportunidade de bons negócios?

Boa tarde a todos!

 

O assunto do momento tem sido o IPO do BB Seguridade, empresa de seguros do grupo do Banco do Brasil. Com uma oferta gigantesca que pode chegar até 12,15 bilhões de reais, este pode ser o maior IPO desde 2009, quando o IPO das units do Santander (SANB11) conseguiram captar um valor de R$ 13,18 bilhões.

Só pela marca da empresa e o tamanho da oferta, muita gente já vem pensando em colocar um dinheiro nessa oportunidade, mesmo que seja para flipagem (prática de vender logo no primeiro dia de negociação). Entretanto será mesmo que este tipo de negociação vale a pena?

Infelizmente é difícil dizer. Em IPOs, a grande realidade é que por falta de informações sobre a empresa para os fundamentalistas e ausência de histórico gráfico para os grafistas fica complicado se dizer se uma oportunidade será boa ou não sem que essa opinião não passe de um chute. Porém, por outro lado podemos utilizar ofertas passadas para que tenhamos alguma noção (ainda que cada caso seja um caso), de como teríamos nos saído se tivéssemos participado dos últimos IPOs, seja para flipar, ou para segurar as ações até os dias de hoje.

Portanto, preparamos uma tabela que nos ajuda a ter essa visão do mercado e chegarmos a uma conclusão. Segue abaixo:

ipo bbseguridade

*Não é possível considerar o preço de hoje de Raia pela junção com Drogasil.

Como se vê, boa parte de quem flipou, conseguiria colocar uma boa grana no bolso, chegando a acumular 36% de ganho bruto. Quem esperou para vender no 3º dia de negociação, conseguiria um ganho ainda maior de 54,4%! E por fim, para quem investisse a longo prazo nessas ofertas, chegaria a acumular um ganho bruto de até 400%!

Geralmente o que se observa e explica essa valorização imediata, é que em muitos IPOs os grandes players acabam entrando com intenção de se posicionar nas empresas como investidores, entretanto devido ao rateio que acontece na maioria dos casos, esses players levam menos do que desejavam, e entram comprando o restante da posição logo no primeiro dia, puxando os preços para cima.

É claro que isso tudo é muito subjetivo, uma vez que seria necessário a participação de todos os IPOs, amargando prejuízo em muitos deles tanto para flipagem, como para investimento de longo prazo. Além disso, para alcançar o retorno de 400% no longo prazo, também seria necessário possuir um capital suficiente para entrar e ficar posicionado a longo prazo em todas as ofertas.

O fato, é que o que conseguimos ver é que realmente vale a pena correr o risco não é? Portanto, para quem for investidor mais agressivo certamente vale a pena considerar entrada nesta oferta do BB Seguridade!

Bons negócios a todos!

Conheça o Bolsa Financeira 2.0

28 de February de 2013
110 Comentários

Desde o início do projeto, o Bolsa Financeira procurou ser o sistema mais inovador para investidores do mercado de capitais. Durante um bom tempo ouvindo nossos clientes, tentando descobrir qual era a sua necessidade, chegamos a evolução dos serviços prestados com o Bolsa Financeira 2.0. É o único produto do mercado que pode ser totalmente personalizado de acordo com a sua necessidade.

bf20

Estamos no período de testes finais para lançar a ferramenta definitiva para todos os usuários e para tal, você pode ser um usuário da versão beta, e já usufruir desta fantástica ferramenta.

Critérios para ser beta user

  • Ser assinante de qualquer um dos planos do Bolsa Financeira;
  • Fazer um comentário identificado (preenchendo nome e email) solicitando a chave para testar o Bolsa Financeira 2.0

Fiquem atentos que logo teremos um Webinar para todos conhecerem melhor a ferramenta!

 

Divergência entre IBOV (Ibovespa) e DJI (Dow Jones) no início deste ano

Que início de ano estamos enfrentando, meus caros!

Após 29 pregões do IBOV, passamos por apenas 12 de alta contra 17 de baixa, enquanto no DJI com a mesma quantidade de dias negociados, foram 17 fechamentos em alta. Neste início de ano, o índice brasileiro já acumula até 14/02 uma queda de -4,18% enquanto o principal índice americano já acumula alta de 8%, e como se não bastasse, o Dow Jones está muito próximo de seu topo histórico, a apenas 1,61% próximo de rompê-lo, e nosso índice fechou o pregão de ontem a 26,56% de seu maior preço alcançado em 2008.

Como se não bastasse, apesar de os índices terem uma correlação histórica muito alta, são raros os momentos que eles caminham para lados totalmente opostos. O que historicamente costuma acontecer é eles se afastarem, mas seguindo a mesma tendência. Poucas vezes aconteceram momentos de tendências tão divergentes como a imagem abaixo:

Gráfico IBOV x DJI

 

Devemos estar atentos e acompanhando estes movimentos nos próximos dias, esperando que os índices caminhem novamente conforme seu histórico.

Pelo que tudo indica, ainda teremos muitas emoções ainda no índice, infelizmente com clara tendência de baixa nos dias de hoje. E você leitor, o que espera do mercado brasileiro neste ano de 2013?

Tagged in ,

Seria 2013 o ano da Bolsa de Valores?

4 de January de 2013
1 Comentário

Nestes 2 primeiros dias de pregão do ano, a Bovespa já rompeu uma importante resistência, e vem mostrando claros sinais de que pode continuar com muita força neste ano! Para ficarmos sempre atentos ao mercado, e buscando os melhores investimentos, estou enviando abaixo algumas maneiras de acompanhar a evolução do mercado de qualquer lugar.

iPad: Baixe o aplicativo BF Chart (disponível na AppStore), e tenha acesso ao melhor sistema gráfico para a plataforma!

iPad, iPod e iPhone: Baixe o aplicativo Bolsa Financeira (disponível na AppStore), e tenha acesso rápido a gráficos, cotações e ao acompanhamento da sua carteira em tempo real, onde estiver!

Laptop, Computador: Acesse online o Bolsa Financeira, e opere o mercado com as melhores ferramentas disponíveis! Monte sua carteira de investimentos e acompanhe a evolução dos seus investimentos!

Se 2013 vai ser o ano da Bolsa de Valores, nós só vamos saber quando este ano chegar ao seu final, portanto acompanhe o mercado e tome suas decisões com as melhores ferramentas disponíveis!

Um grande abraço e excelente 2013.

Qual a melhor estratégia para operar na Bolsa de Valores?

11 de December de 2012
4 Comentários

Existem muitas discussões, de pessoas fiéis as suas estratégias, que acham que a deles sempre é melhor, seja estratégias de day tradeswing tradepositiontrend following ou Buy and Hold. Pessoalmente, acredito que cada pessoa pode montar sua estratégia, e ganhar muito dinheiro com ela. Em meus estudos, cheguei a conclusão de que não existe a estratégia de sucesso. Existe sim o investidor de sucesso, aquele que consegue pegar uma estratégia, adaptar ao seu modelo e começar a comprar e vender ações.

Warren Buffett por exemplo, construiu sua fortuna comprando primeiro ações, e depois empresas completas quando ele, por sua estratégia fundamentalista via que a ação estava sendo negociada abaixo de seu valor real de mercado. Ele sempre procurava comprar bagatelas, e receber dividendos.

Já George Soros, ficou muito conhecido por carregar posições extremamente alavancadas, e acompanhar as suas posições, decidindo quando encerrar ou continuar. Em 1992 ele quebrou a libra esterlina com uma aposta de US$ 10 bilhões. Segundo Soros, neste investimento, o risco máximo era de 4%.

Jesse Livermore, foi um outro grande exemplo de pessoa que construiu fortunas (isso mesmo, no plural), na Bolsa de Valores, por 4 vezes chegou a ter fortunas com mais de 1 milhão, e depois perdeu tudo, sendo que na crise de 1929, operando vendido, chegou a 100 milhões de dólares.

Estes são alguns exemplos de pessoas que começaram do nada, e construíram fortunas na Bolsa de Valores. Existem diversos outros exemplos, que talvez você conheça. O que todas estas pessoas tem em comum? Elas tem em comum, que não seguem na externo, seguem somente suas análises e suas projeções. Como bem disse Livermore, no seu livro Reminiscências de um Especulador Financeiro:

Se comprar ações seguindo o conselho de Smith, deverei vender estas mesmas ações também através do seu conselho. Estarei dependendo dele. Suponha que Smith viajou nas férias, e que chegou a hora de vender. Não, ninguém pode ganhar dinheiro grande baseado nos palpites de outra pessoa. Sei, por experiência própria, que ninguém pode me dar informações um uma série de conselhos que me farão ganhar mais dinheiro do que se eu agisse por meus próprios julgamentos.

Existem milhares de estratégias operacionais dentro de cada categoria destas citadas acima. O que todo investidor deve fazer é adequar seu perfil operacional com uma estratégia com que ele se sinta confortável, lembrando sempre que o mais importante é ter uma relação risco x retorno sempre maior que 1. Existem milhares de maneiras de ganhar dinheiro na Bolsa de Valores, mas existem muito mais maneiras de perder dinheiro.

Baseado nisso, nós devemos montar nossa estratégia operacional, e se formos utilizar de estratégias que utilizam gráficos, devemos utilizar a tecnologia a nosso favor, porque assim poderemos aumentar nossa rentabilidade com menos tempo de estudo do mercado.

E você, quais estratégias tem utilizado para investir na Bolsa de Valores?

Como especular utilizando suporte e resistência

8 de November de 2012
4 Comentários

Recentemente comecei a ler o livro Reminiscências de um especulador financeiro, que narra a história de Jesse Livermoore, um especulador que construiu por 4 vezes fortunas milionárias, tudo na Bolsa de Valores. Li algumas coisas interessantes sobre o que hoje chamamos de suporte e resistência, e podemos desenhar estes pontos nos gráficos, é tudo mais fácil. Na época dele, as cotações eram recebidas por fita de cotação, e os pontos de suporte e resistência eram bem mais complicados de serem encontrados.

Leitura da fita de cotações. (Corbis) – Fonte.

Leremos o trecho abaixo:

“Vamos dizer, por exemplo, que o mercado, como usualmente faz nestes intervalos entre os movimentos, flutue dentro de um limite de dez pontos; subindo até 130 e descendo até 120 (…) Eventualmente, alguma coisa acontece, aumentando o poder tanto da força de alta como da de baixa, e o ponto de maior resistência move-se para cima ou para baixo – ou seja, as compras a 130 ficarão, pela primeira vez, mais fortes que as vendas, ou as vendas a 120 estarão mais fortes que as compras. O preço vai quebrar a velha barreira ou limite do movimento, e continuar.”

Não dá para saber a época exata em que ele chegou a essa conclusão, mas lendo o texto acima, claramente Jesse Livermore está falando de suportes e resistências. Claro que não utilizava estes nomes para tal, mas ele fala do rompimento da barreira dos 120 ou 130, e quando isso acontecer, ocorrerá um movimento forte após este rompimento. Um outro exemplo:

Não muito tempo atrás eu estava com um grupo de amigos. Começaram a conversar a respeito do mercado de trigo. Alguns deles estavam comprados e outros vendidos.Finalmente me perguntaram o que pensava a respeito. Bem, eu tinha estudado o mercado por algum tempo. Sabia que eles não queriam nenhuma estatística ou análise de condições. Então eu disse: ”Se vocês querem ganhar algum dinheiro no mercado de trigo, posso dizer como fazê-lo.”  Todos disseram que queriam, e eu lhes disse, “Se vocês estão certos de que desejam ganhar dinheiro com trigo, somente observem. Esperem. No momento em que ultrapassar $ 1,20, comprem e farão uma boa e rápida jogada“.”Por que não comprar agora, a $ 1,14?” perguntou um do grupo.”Porque não sei ainda se vai subir, afinal.” “Então, por que comprar a $ 1,20? Parece-me um preço bastante alto.” “Você deseja arriscar cegamente com a esperança de conseguir um grande lucro, ou quer especular inteligentemente e conseguir um lucro menor, porém muito mais provável?” Todos disseram que queriam o lucro menor, porém mais certo, então eu falei: “Então façam como eu disse. Se ultrapassar $ 1,20, comprem.

Neste trecho podemos ver exatamente como ele montava suas operações baseado em suporte e resistência. O mais interessante é que para traçar os suportes e resistências, Jesse Livermoore utilizava a fita de cotações, conforme imagem que vocês podem ver acima.

Hoje, com o advento da tecnologia não precisamos montar nossas operações baseados na fita de cotações, e nem desenhar gráficos em folhas quadriculadas. Os tempos são outros e hoje é fácil encontrar gráficos em tempo real, ou para gráfico em tempo real para iPad. Inclusive, o próprio gráfico pode traçar suporte e resistência em tempo real.

Também, no Bolsa Financeira, é possível utilizar os rastreadores para fazer busca em ações da Bovespa em tempo real, utilizando suporte e resistência.

Como calcular o percentual de lucro na operação vendida

4 de October de 2012
5 Comentários

Recentemente, o staff do Bolsa Financeira enviou um email para os usuários do portal, falando um pouco mais sobre uma estratégia bastante usada, que consiste na compra/venda através do cruzamento de duas médias móveis. No caso, Média Móvel Exponencial de 9 períodos com Média Móvel Simples de 40 períodos.

Para explicar o funcionamento do setup, foi enviada uma imagem, mostrando os pontos de compra e venda, e os percentuais obtidos com cada operação, conforme pode-se verificar abaixo.

1ª Operação -12,37% (1 a 2): Foi realizada uma operação de compra a R$ 9,46 e uma venda a R$ 8,29.
2ª Operação 16,43% (2 a 3): Foi realizada uma operação de venda a R$ 8,29 e compra a R$ 7,12.
3ª Operação 10,81% (3 a 4): Foi realizada uma operação de compra a R$ 7,12 e venda a R$ 7,89.
4ª Operação 92,44% (4 a 5): Foi realizada uma operação de venda a R$ 7,89 e compra a R$ 4,10.
5ª Operação (5 em diante)   : Somente teve o ponto de entrada, sem o ponto de saída. Não é possível verificar o lucro da operação.

Após o envio, recebemos um feedback muito positivo dos nossos usuários, com alguns questionamentos de como funciona este setup. Um deles, foi de um usuário muito especial para o Bolsa Financeira, o Marcio Noronha, que nos questionou sobre o percentual da operação vendido. Explico.

Nas operações número 2 e número 4, utilizamos o menor preço, e calculamos o percentual para o maior preço, porém a maneira correta de se calcular seria o percentual entre o maior preço, para o menor, ou seja. O máximo de lucro da operação vendido, caso o ativo chegue a R$ 0,00 é 100%.

Pensando nisso, resolvemos recalcular e corrigir o email que enviamos recentemente. Segue abaixo os cálculos corretos:

1ª Operação -12,37% (1 a 2): Foi realizada uma operação de compra a R$ 9,46 e uma venda a R$ 8,29.
2ª Operação 14,11% (2 a 3): Foi realizada uma operação de venda a R$ 8,29 e compra a R$ 7,12.
3ª Operação 10,81% (3 a 4): Foi realizada uma operação de compra a R$ 7,12 e venda a R$ 7,89.
4ª Operação 48,04% (4 a 5): Foi realizada uma operação de venda a R$ 7,89 e compra a R$ 4,10.
5ª Operação (5 em diante)   : Somente teve o ponto de entrada, sem o ponto de saída. Não é possível verificar o lucro da operação.

PS.: Lembro que este texto não tem intuito em fazer um backtest, e sim de mostrar como o setup funciona, mesmo porque, para se fazer um backtest é necessário um período gráfico maior e também mais ativos.

Fontes: